"Uma boa liturgia não serve para encher os ouvidos de palavras bonitas e bem cantadas, muito menos para usar graciosas vestes e impregnar nelas o odor do incenso...
Antes de tudo, liturgia tem que ser sinal latente de esperança, ela é a possibilidade atual de vivermos a Vida Divina em nossa própria vida".